Vale a pena misturar Ervas, Frutas, Folhas e Raízes com a Cachaça?

Já esta provado, cientificamente, que as ervas, frutas e raízes tem poderes medicinais. São utilizadas em diversos remédios da medicina tradicional  e eram conhecidas pelos antigos povos em tratamentos. Porém, não esta comprovada a sua eficácia se misturada à cachaça. Abaixo alguns exemplos:

Alecrim: tonifica o fígado, aumenta a produção de biles e combate a gota e reumatismo;

Ameixa: expectorante e laxante;

Boldo: indicado para o fígado;

Camomila: indicada para cólicas, azia, má-digestão, calmante, anti-inflamatório e antiespasmódico;

Capim: digestivo, calmante e diurético;

Catuaba: estimulante e usado no tratamento de impotência sexual;

Erva Doce: combate gases e cólicas;

Gengibre: anti-séptico, estimulante do sistema nervoso e digestivo;

Manjericão: diurético, anti-inflamatório e estimulante;

Pêssego: indicado para reumáticos e diabéticos; e

Salsa: indicado para o fígado, rim, estômago e hemorragia nasal.

mistura
A cachaça por sua vez, é preparada minuciosamente para agradar a todos os sentidos do “cachacista” e a partir da edição de novos elementos, essas características são drasticamente alteradas.
A cor, sabor, cheiro, mudam  ou seja, acabam “estragando” a sua cachaça, que ficará sem qualidade de outrora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s